L'Eglise Aristotelicienne Romaine The Roman and Aristotelic Church Index du Forum L'Eglise Aristotelicienne Romaine The Roman and Aristotelic Church
Forum RP de l'Eglise Aristotelicienne du jeu en ligne RR
Forum RP for the Aristotelic Church of the RK online game
 
Lien fonctionnel : Le DogmeLien fonctionnel : Le Droit Canon
 FAQFAQ   RechercherRechercher   Liste des MembresListe des Membres   Groupes d'utilisateursGroupes d'utilisateurs   S'enregistrerS'enregistrer 
 ProfilProfil   Se connecter pour vérifier ses messages privésSe connecter pour vérifier ses messages privés   ConnexionConnexion 

Comunicados da Assembleia Episcopal de Portugal
Aller à la page 1, 2, 3 ... 29, 30, 31  Suivante
 
Poster un nouveau sujet   Ce sujet est verrouillé; vous ne pouvez pas éditer les messages ou faire de réponses.    L'Eglise Aristotelicienne Romaine The Roman and Aristotelic Church Index du Forum -> Igreja de Portugal - L'Église de Portugal - Church of the Kingdom of Portugal
Voir le sujet précédent :: Voir le sujet suivant  
Auteur Message
Dunpeal



Inscrit le: 30 Mai 2008
Messages: 7529

MessagePosté le: Lun Oct 13, 2008 8:13 am    Sujet du message: Comunicados da Assembleia Episcopal de Portugal Répondre en citant

Citation:




    Revogação de Leportuegais como bispo de Coimbra.



    Nós, bispos da Conferência Episcopal de Portugal, conforme os estatutos respectivos que regem o nosso funcionamento:


    Revogamos Leportuegais, do bispado sufragâneo de Coimbra, por incompetência no seu cargo.


    Ad Majorem Dei Gloriam

    Redigido em Roma a XIII Outubro do Ano da Graça MCDLVI de Nosso Senhor




    Pela Conferência Episcopal de Portugal, Cardeal Nacional Eleitor Dunpeal Godwin de Avis.





Dernière édition par Dunpeal le Mar Oct 21, 2008 11:06 pm; édité 1 fois
Revenir en haut de page
Voir le profil de l'utilisateur Envoyer un message privé
Dunpeal



Inscrit le: 30 Mai 2008
Messages: 7529

MessagePosté le: Ven Oct 17, 2008 12:35 am    Sujet du message: Répondre en citant

Citation:




    Revogação de Mocas como arcebispo metropolitano de Braga.



    Nós, bispos da Conferência Episcopal de Portugal, conforme os estatutos respectivos que regem o nosso funcionamento:


    Revogamos Mocas, do arcebispado metropolitano de Braga, por incompetência no seu cargo.


    Ad Majorem Dei Gloriam

    Redigido em Roma a XVII Outubro do Ano da Graça MCDLVI de Nosso Senhor




    Pela Conferência Episcopal de Portugal, Cardeal Nacional Eleitor Dunpeal Godwin de Avis.





Dernière édition par Dunpeal le Mar Oct 21, 2008 11:07 pm; édité 1 fois
Revenir en haut de page
Voir le profil de l'utilisateur Envoyer un message privé
Dunpeal



Inscrit le: 30 Mai 2008
Messages: 7529

MessagePosté le: Sam Oct 18, 2008 1:22 pm    Sujet du message: Répondre en citant

    Confirmação dos Estatutos da Conferência Episcopal de Portugal (AEP)


    Nós, Cardeais da Santa Igreja Aristotélica e Romana, reunidos no Sagrado Colégio, perante o Todo Poderoso e sob o olhar de Aristóteles,

    Confirmamos os Estatutos da Conferência Episcopal de Portugal (AEP):

    Citation:
    Estatutos da Assembleia Episcopal de Portugal

    A Assembleia Episcopal de Portugal será neste documento designada por AEP.

    1. Papel Geral
    1.1 A AEP trata de todos os assuntos temporais do Reino de Portugal, juntamente com outras autoridades eclesiásticas competentes, em particular a Nunciatura Apostólica.
    1.2 A AEP escolhe as grandes orientações da Igreja em Portugal de acordo com o Dogma, o Direito Canónico, e as decisões tomadas pela Cúria Romana.

    2. Composição
    2.1 A AEP é composta por membros de direito e membros cooptados.
    2.2 Os membros de direito são
    Os arcebispos e bispos de Portugal, ou seja, aqueles que têm pelo menos uma paróquia sob a sua autoridade que pertence ao reino de Portugal
    Os abades de mosteiros situados em Portugal
    Os cardeais
    Os Bispos in partibus e eméritos residentes em regiões sob a autoridade da AEP.
    2.3 Os arcebispos e bispos que permaneceram no cargo por mais de três meses tornam-se membros eméritos durante três meses após a sua demissão. Uma revogação não é uma demissão e não dá direito ao estatuto de emérito.
    2.4 Os membros cooptados são escolhidos pela AEP na base das suas qualidades morais, intelectuais e religiosas.

    3. Funcionamento
    3.1 As decisões são tomadas pela consulta dos membros da AEP.
    3.2 Todos os membros da AEP podem participar nos debates, mas apenas os arcebispos, os bispos e os abades in gratebus de Portugal podem lançar uma discussão e votar.
    3.3 A votação deve ser precedida de um período mínimo de 3 dias de debate. Deve, além disso, estar aberta por um período de uma semana.
    3.4 A votação pode ser lançada imediatamente e o período de votação reduzido a três dias de acordo com o Primaz, sob sua decisão ou nos casos previstos nos procedimentos de urgência.
    3.5 A votação deverá sempre incluir uma e uma só possibilidade de votar em branco.
    3.6 A decisão é tomada mediante a maioria simples dos votos submetidos. Os votos em branco não contam.
    3.7 Os casos seguintes autorizam procedimentos de urgência:
    Ausência não declarada do Primaz e do(s) seu(s) Vice-Primaz(es) por duas semanas*
    Conflitos armados envolvendo paróquias portuguesas
    Revogação de um membro da AEP por pedido da Inquisição
    *por ausência entende-se a não-participação nos debates da AEP ou retiro espiritual.

    4. O Primado
    4.1 O Primaz é o chefe da Igreja de Portugal, ele dirige a AEP.
    4.2 O Primaz é eleito pelos membros da AEP de acordo com o voto normal. Tem um mandato de quatro meses.
    4.3 Os candidatos ao Primado devem fornecer um CV completo e um programa. Devem igualmente ser membros de direito há pelo menos três meses.
    4.4 O Primaz deve indicar um a três Vice-Primaz(es) e mencionar a sua ordem de prioridade. Pode escolhe-lo(s) e revoga-lo(s) como entender. Eles formam a equipa do Primado.
    4.5 No caso de ausência, o Primaz é substituído por um Vice-Primaz de acordo com a ordem de prioridade. O Vice-Primaz obtém então todos os poderes atribuídos ao Primaz até ao regresso do Primaz.
    4.6 Os membros da equipa do Primado deverão anunciar a sua ausência a fim de permitir o bom funcionamento da AEP.
    4.7 O primaz dispõe de um mandato táctico e permanente que lhe confere todos os poderes disponíveis na AEP. Ele pode emitir decretos unilateralmente. Estes decretos podem, por sua vez, ser anulados pela AEP, o procedimento de anulação tem um poder suspensivo.
    4.8 O Primaz pode ser destituído por uma moção de censura. Esta moção aplica-se obrigatoriamente a toda a equipa do Primado, e desenrola-se segundo votação normal.

    5. Poderes particulares
    5.1 A AEP nomeia e revoga os bispos e arcebispos.
    5.1.1 O Primaz anuncia as dioceses livres à AEP e na Praça de Aristóteles. Fica ao cargo dos clérigos passar a informação à sua região, ao seio da sua ordem ou às pessoas que se estimam dignas do cargo.
    5.1.2 Apenas teólogos com experiência de três meses ao cargo de uma paróquia ou de um ofício diocesano (arquidiácono, por exemplo) podem se candidatar ao cargo de bispo e apenas bispos com pelo menos três meses de experiência podem se candidatar ao cargo de arcebispo metropolitano. Todo o candidato deve pelo menos estar inscrito num seminário primário, e a três meses de completar a sua formação.
    Parágrafo Único: Por meio de votação a AEP poderá suspender tais exigências em casos de real necessidade.
    5.1.3 Os candidatos devem se apresentar ao Primaz com um CV e uma carta de motivação. O Primaz pode excluir as candidaturas disparatadas ou inadequadas, mas deve indica-lo à AEP.
    5.1.4 O Primaz recolhe as candidaturas e lança a votação assim que possível, para que a eleição decorra em condições favoráveis.
    5.1.5 Se apenas se apresentar um candidato, a votação faz-se a favor ou contra.
    5.1.6 Se houver mais que um candidato, o que obtiver mais votos ganha a eleição.
    5.1.7 A revogação de um arcebispo ou de um bispo faz-se por escrutínio normal.
    5.1.8 Os seguintes casos são motivo de revogação: ausência por mais de um mês sem justificação ou aviso prévio, falta à Fé se assim julgado pelo tribunal interno da Inquisição, interferência nos assuntos de outra diocese apesar dos avisos dos seus superiores, indisciplina e obstinação nesse caso (a AEP pode actuar como juiz aqui), incompetência no seu cargo (sob o parecer do Primaz após investigação ao caso, que deve ser apresentada à AEP)
    5.1.9 Qualquer arcebispo ou bispo que apresente a sua demissão deve se submeter ao voto e esperar pelo resultado.
    5.2 A AEP propõe à Cúria Romana os bispos in partibus residentes na região sob a autoridade da AEP.
    5.2.1 A escolha de sugerir um determinado bispo in partibus faz-se por proposta de um membro da AEP.
    5.2.2 A eleição decorre segundo votação normal.

    6. Artigos Provisórios

    6.1. A AEP será formalmente constituída na data de sua aprovação por meio de votação entre os membros do episcopado.
    6.2. Na candidatura e eleição do primeiro Primaz de Portugal não se exigirá o prazo mínimo estabelecido no artigo 4.3
    6.3. Os artigos provisórios da secção 6 perderão a validade no momento da eleição do primeiro Primaz da AEP.


    Ad Majorem Dei Gloriam

    Determinado em Roma no V do mês de Outubro do ano MCDLVI da Graça do Nosso Senhor



    Pelo Colégio dos Cardeais,
    Dunpeal Godwin de Avis, Cardeal Nacional Eleitor

Revenir en haut de page
Voir le profil de l'utilisateur Envoyer un message privé
Dunpeal



Inscrit le: 30 Mai 2008
Messages: 7529

MessagePosté le: Dim Oct 19, 2008 12:03 am    Sujet du message: Re: Comunicados da Conferência Episcopal de Portugal Répondre en citant

Citation:




    Elevação de Neves ao cargo de vigário arquidiocesano.



    Nós, bispos da Conferência Episcopal de Portugal, conforme os estatutos respectivos que regem o nosso funcionamento:


    Elevamos Neves, ao vigariado arquidiocesano de Braga.


    Ad Majorem Dei Gloriam

    Redigido em Roma a XVII Outubro do Ano da Graça MCDLVI de Nosso Senhor




    Pela Conferência Episcopal de Portugal, Cardeal Nacional Eleitor Dunpeal Godwin de Avis.





Dernière édition par Dunpeal le Mar Oct 21, 2008 11:07 pm; édité 1 fois
Revenir en haut de page
Voir le profil de l'utilisateur Envoyer un message privé
Dunpeal



Inscrit le: 30 Mai 2008
Messages: 7529

MessagePosté le: Lun Oct 20, 2008 2:11 am    Sujet du message: Re: Comunicados da Conferência Episcopal de Portugal Répondre en citant

Citation:




    Elevação de Goyathlay ao cargo de vigário arquidiocesano.



    Nós, bispos da Conferência Episcopal de Portugal, conforme os estatutos respectivos que regem o nosso funcionamento:


    Elevamos Goyathlay, ao vigariado arquidiocesano de Lisboa.


    Ad Majorem Dei Gloriam

    Redigido em Roma a XX Outubro do Ano da Graça MCDLVI de Nosso Senhor




    Pela Conferência Episcopal de Portugal, Cardeal Nacional Eleitor Dunpeal Godwin de Avis.





Dernière édition par Dunpeal le Mar Oct 21, 2008 11:07 pm; édité 1 fois
Revenir en haut de page
Voir le profil de l'utilisateur Envoyer un message privé
Dunpeal



Inscrit le: 30 Mai 2008
Messages: 7529

MessagePosté le: Mar Oct 21, 2008 8:36 pm    Sujet du message: Répondre en citant

Citation:




    Demissão de Rodericvs como arcebispo metropolitano de Lisboa.



    Nós, bispos da Conferência Episcopal de Portugal, conforme os estatutos respectivos que regem o nosso funcionamento:


    Aceitamos o pedido de demissão de Rodericvs, como arcebispo metropolitano de Lisboa e o nomeados emérito como reconhecimento do seu trabalho e dedicação.


    Ad Majorem Dei Gloriam

    Redigido em Roma a XXI Outubro do Ano da Graça MCDLVI de Nosso Senhor




    Pela Conferência Episcopal de Portugal, Cardeal Nacional Eleitor Dunpeal Godwin de Avis.





Dernière édition par Dunpeal le Mar Oct 21, 2008 11:07 pm; édité 1 fois
Revenir en haut de page
Voir le profil de l'utilisateur Envoyer un message privé
Dunpeal



Inscrit le: 30 Mai 2008
Messages: 7529

MessagePosté le: Mar Oct 21, 2008 8:48 pm    Sujet du message: Répondre en citant

Citation:




    Suspensão de 5.1.2 dos Estatutos da AEP .



    Nós, bispos da Conferência Episcopal de Portugal, conforme os estatutos respectivos que regem o nosso funcionamento:


    Suspendemos 5.1.2 dos Estatutos da AEP, até decisão em contrário.


    Ad Majorem Dei Gloriam

    Redigido em Roma a XXI Outubro do Ano da Graça MCDLVI de Nosso Senhor




    Pela Conferência Episcopal de Portugal, Cardeal Nacional Eleitor Dunpeal Godwin de Avis.





Dernière édition par Dunpeal le Mer Oct 22, 2008 1:51 am; édité 1 fois
Revenir en haut de page
Voir le profil de l'utilisateur Envoyer un message privé
Dunpeal



Inscrit le: 30 Mai 2008
Messages: 7529

MessagePosté le: Mar Oct 21, 2008 11:21 pm    Sujet du message: Re: Comunicados da Conferência Episcopal de Portugal Répondre en citant

Citation:




    Elevação de DuqueZezere ao cargo de arquidiácono.



    Nós, bispos da Conferência Episcopal de Portugal, conforme os estatutos respectivos que regem o nosso funcionamento:


    Elevamos DuqueZezere, ao arquidiaconado de Évora.


    Ad Majorem Dei Gloriam

    Redigido em Roma a XXI Outubro do Ano da Graça MCDLVI de Nosso Senhor




    Pela Conferência Episcopal de Portugal, Cardeal Nacional Eleitor Dunpeal Godwin de Avis.



Revenir en haut de page
Voir le profil de l'utilisateur Envoyer un message privé
Dunpeal



Inscrit le: 30 Mai 2008
Messages: 7529

MessagePosté le: Ven Oct 24, 2008 4:29 pm    Sujet du message: Répondre en citant

Citation:




    Eleição de Neves como arcebispo metropolitano de Braga.



    Nós, bispos da Conferência Episcopal de Portugal, conforme os estatutos respectivos que regem o nosso funcionamento:


    Elegemos Monsenhor Neves, como arcebispo metropolitano da diocese de Braga, no seio da Circunscrição Eclesiástica de Braga.


    Ad Majorem Dei Gloriam

    Redigido em Roma a XXIV Outubro do Ano da Graça MCDLVI de Nosso Senhor




    Pela Conferência Episcopal de Portugal, cardeal-bispo in partibus de Mártiropolis Dunpeal Godwin de Avis.



Revenir en haut de page
Voir le profil de l'utilisateur Envoyer un message privé
Dunpeal



Inscrit le: 30 Mai 2008
Messages: 7529

MessagePosté le: Sam Oct 25, 2008 12:47 am    Sujet du message: Répondre en citant

Citation:




    Eleição de Goyathlay como arcebispo metropolitano de Lisboa.



    Nós, bispos da Conferência Episcopal de Portugal, conforme os estatutos respectivos que regem o nosso funcionamento:


    Elegemos Monsenhor Goyathlay, como arcebispo metropolitano da diocese de Lisboa, no seio da Circunscrição Eclesiástica de Lisboa.


    Ad Majorem Dei Gloriam

    Redigido em Roma a XXV Outubro do Ano da Graça MCDLVI de Nosso Senhor




    Pela Conferência Episcopal de Portugal, cardeal-bispo in partibus de Mártiropolis Dunpeal Godwin de Avis.



Revenir en haut de page
Voir le profil de l'utilisateur Envoyer un message privé
Dunpeal



Inscrit le: 30 Mai 2008
Messages: 7529

MessagePosté le: Sam Nov 08, 2008 11:22 pm    Sujet du message: Répondre en citant

Citation:




    Eleição de Elrei como bispo sufragâneo de Coimbra.



    Nós, bispos da Conferência Episcopal de Portugal, conforme os estatutos respectivos que regem o nosso funcionamento:


    Elegemos Monsenhor Elrei, como bispo sufragâneo da diocese de Coimbra, no seio da Circunscrição Eclesiástica de Braga.


    Ad Majorem Dei Gloriam

    Redigido em Roma a VIII de Novembro do Ano da Graça MCDLVI de Nosso Senhor




    Pela Conferência Episcopal de Portugal, cardeal-bispo in partibus de Mártiropolis Dunpeal Godwin de Avis.



Revenir en haut de page
Voir le profil de l'utilisateur Envoyer un message privé
Dunpeal



Inscrit le: 30 Mai 2008
Messages: 7529

MessagePosté le: Mar Nov 18, 2008 6:06 am    Sujet du message: Répondre en citant

Citation:




    Eleição de DuqueZezere como arcebispo metropolitano de Évora.



    Nós, bispos da Conferência Episcopal de Portugal, conforme os estatutos respectivos que regem o nosso funcionamento:


    Elegemos Monsenhor DuqueZezere, como arcebispo metropolitano da diocese de Évora, no seio da Circunscrição Eclesiástica de Évora.


    Ad Majorem Dei Gloriam

    Redigido em Roma a XXVIII Novembro do Ano da Graça MCDLVI de Nosso Senhor




    Pela Conferência Episcopal de Portugal, cardeal-bispo in partibus de Mártiropolis Dunpeal Godwin de Avis.



Revenir en haut de page
Voir le profil de l'utilisateur Envoyer un message privé
DuqueZezere



Inscrit le: 09 Oct 2008
Messages: 2728
Localisation: [PT] Évora, Portugal

MessagePosté le: Dim Déc 07, 2008 2:46 pm    Sujet du message: Répondre en citant

Citation:




    Eleição de Dunpeal como primaz da Igreja de Portugal.


    Nós, bispos da Conferência Episcopal de Portugal, conforme os estatutos respectivos que regem o nosso funcionamento:

    Elegemos Sua Eminência Dunpeal Godwin de Avis, como primaz da Igreja de Portugal, afecta à região geodogmática lusófona.


    Ad Majorem Dei Gloriam

    Redigido em Roma a VII Dezembro do Ano da Graça MCDLVI de Nosso Senhor




    Pela Conferência Episcopal de Portugal, arcebispo DuqueZezere.




_________________
Revenir en haut de page
Voir le profil de l'utilisateur Envoyer un message privé Envoyer un e-mail MSN Messenger
Dunpeal



Inscrit le: 30 Mai 2008
Messages: 7529

MessagePosté le: Jeu Déc 18, 2008 7:34 pm    Sujet du message: Répondre en citant

Citation:




    Revogação de Neves como bispo de Braga.



    Nós, bispos da Conferência Episcopal de Portugal, conforme os estatutos respectivos que regem o nosso funcionamento:


    Revogamos Neves, do arcebispado metropolitano de Braga, por ausência prolongada.


    Ad Majorem Dei Gloriam

    Redigido em Roma a XVIII Dezembro do Ano da Graça MCDLVI de Nosso Senhor




    Pela Conferência Episcopal de Portugal, Cardeal-Primaz Dunpeal Godwin de Avis.



Revenir en haut de page
Voir le profil de l'utilisateur Envoyer un message privé
Dunpeal



Inscrit le: 30 Mai 2008
Messages: 7529

MessagePosté le: Sam Déc 20, 2008 12:39 am    Sujet du message: Répondre en citant

Citation:




    Elevação de Voronwe ao cargo de vigário arquidiocesano.



    Nós, bispos da Conferência Episcopal de Portugal, conforme os estatutos respectivos que regem o nosso funcionamento:


    Elevamos Voronwe de Merlin, ao vigariado arquidiocesano de Braga.


    Ad Majorem Dei Gloriam

    Redigido em Roma a XIX Novembro do Ano da Graça MCDLVI de Nosso Senhor




    Pela Conferência Episcopal de Portugal, Cardeal-Primaz Dunpeal Godwin de Avis.



Revenir en haut de page
Voir le profil de l'utilisateur Envoyer un message privé
Montrer les messages depuis:   
Poster un nouveau sujet   Ce sujet est verrouillé; vous ne pouvez pas éditer les messages ou faire de réponses.    L'Eglise Aristotelicienne Romaine The Roman and Aristotelic Church Index du Forum -> Igreja de Portugal - L'Église de Portugal - Church of the Kingdom of Portugal Toutes les heures sont au format GMT + 2 Heures
Aller à la page 1, 2, 3 ... 29, 30, 31  Suivante
Page 1 sur 31

 
Sauter vers:  
Vous ne pouvez pas poster de nouveaux sujets dans ce forum
Vous ne pouvez pas répondre aux sujets dans ce forum
Vous ne pouvez pas éditer vos messages dans ce forum
Vous ne pouvez pas supprimer vos messages dans ce forum
Vous ne pouvez pas voter dans les sondages de ce forum


Powered by phpBB © 2001, 2005 phpBB Group
Traduction par : phpBB-fr.com