L'Eglise Aristotelicienne Romaine The Roman and Aristotelic Church Index du Forum L'Eglise Aristotelicienne Romaine The Roman and Aristotelic Church
Forum RP de l'Eglise Aristotelicienne du jeu en ligne RR
Forum RP for the Aristotelic Church of the RK online game
 
Lien fonctionnel : Le DogmeLien fonctionnel : Le Droit Canon
 FAQFAQ   RechercherRechercher   Liste des MembresListe des Membres   Groupes d'utilisateursGroupes d'utilisateurs   S'enregistrerS'enregistrer 
 ProfilProfil   Se connecter pour vérifier ses messages privésSe connecter pour vérifier ses messages privés   ConnexionConnexion 

[Livro Das Virtudes] Arcanjo São Gabriel

 
Poster un nouveau sujet   Ce sujet est verrouillé; vous ne pouvez pas éditer les messages ou faire de réponses.    L'Eglise Aristotelicienne Romaine The Roman and Aristotelic Church Index du Forum -> Igreja de Portugal - L'Église de Portugal - Church of the Kingdom of Portugal -> Capítulo do Repositório
Voir le sujet précédent :: Voir le sujet suivant  
Auteur Message
NReis
Cardinal
Cardinal


Inscrit le: 16 Mai 2012
Messages: 2594
Localisation: Chaves - Kingdom of Portugal

MessagePosté le: Ven Mar 20, 2015 10:06 am    Sujet du message: [Livro Das Virtudes] Arcanjo São Gabriel Répondre en citant

Citation:
Hagiografia do Arcanjo São Gabriel



I. Nascimento e Infância de Gabriel

Gabriel nasceu num dia como todos os outros, um dia não diferente dos demais. Não havia nenhuma premonição de que se tornaria conhecido nos tempos que se aproximavam, nenhuma. Porque Gabriel nasceu como todos os outros. Apenas a sua virtude e pureza de coração lhe permitiram alcançar o Altíssimo.
Os pais de Gabriel eram piedosos, mas como a maioria dos habitantes de Oanylone, a mensagem de Jah que haviam recebido e que transmitiram a Gabriel havia sido pervertida. Eles inculcaram-lhe que Jah havia criado a Terra, que Jah era a base e o motor de tudo, mas que Jah infligiu punições sem razão aparente, e que governou como um tirano...

Embora os quinze primeiros anos da vida de Gabriel se passassem sem que nada acontecesse que o distinguisse das outras crianças da sua idade, ele estava interessado em procurar a Verdade sobre Jah, e percebeu que Ele era um Deus de Amor e não de Ódio...




II. A Vida de Gabriel

O pai de Gabriel, cujo nome era Vorian, era um marinheiro e trabalhava para um armador rico de Oanylone chamado Léto. Ele era um homem bom, justo com os pecadores, mas ele casou-se com Hécate, uma mulher perversa e cruel. Eles tiveram um filho, chamado Leviatã, que nasceu poucos meses antes de Gabriel. Leviatã tinha herdado todos os vícios da sua mãe, mas nenhuma das virtudes do seu pai. Ele era colérico, ardiloso e um especialista em mentir. No entanto, era um excelente navegador e o seu pai nomeou-o capitão de um dos seus navios de pesca aos quinze anos.
Foi justamente neste navio que Gabriel foi designado aos quinze anos, quando começou a trabalhar como pescador.
Leviatã chegou a gritar como habitualmente, cuspindo nos pescadores que não eram rápidos o suficiente para o seu gosto, batendo-lhes e provocando-os com raiva e ressentimento. Muitas vezes, os pescadores afundavam-se na raiva e tentavam-se rebelar e agredir Leviatã, mas este gostava do ódio deles, evitando sempre os golpes e voltando com um sorriso perverso.
Gabriel assistiu a tudo isto, vendo como aquele homem monstruoso, pouco mais velho que ele, se deliciava com todo o ódio que causava.
Passavam duas semanas que ele estava no barco de Leviatã, não havendo nada para o culpar pois sempre tinha feito bem o seu trabalho, Leviatã caiu sobre ele. Leviatã repreendeu-o por ter feito mal o seu trabalho, gritando-lhe para ver a sua reacção, mas Gabriel permaneceu calmo sem raiva nem ódio. Os insultos e gritos de Leviatã caiam sobre ele como a chuva sobre uma superfície lisa. Nada do que ele disse penetrou nele para lhe provocar a raiva. Desapontado com a reacção de Gabriel, ele deu-lhe um bom pontapé e partiu para ver outros locais.
Algum tempo depois, soube-se que Léto foi morto pelo seu filho durante uma birra do mesmo. Ele esmagou-lhe o crânio com o seu sextante. É claro que, oficialmente, foi um acidente....
Tornando-se o patrão, Leviatã tornou-se incontrolável, lançando a sua ira sobre todos e gerando raiva entre todos os que trabalhavam para ele.
Só Gabriel permaneceu firme perante os insultos e as intimidações de Leviatã. Este último permaneceu incrédulo, ele não compreendia que apesar de toda a efusão de ódio que ele lançava sobre Gabriel, este permanecia calmo, obediente e trabalhador...

Foi nesta época que Gabriel encontrou um velho mendigo cego que lhe disse o seguinte:


Citation:
Velho Mendigo: Compreender as pessoas é o que te distingue e não o teu nascimento,
as pessoas entendem que Jah irá julgar-te de acordo com as tuas acções e não pelo teu nascimento.
Ele colocou-te no caminho, e os teus pares são os homens aqui que, conscientemente ou não, quer andem em caminhos rectos ou sinuosos, afastam-se ou aproximam-se de ti, mas és tu e apenas tu que decides para onde e quando caminhas porque no final és tu que caminhas.
Certamente, deves caminhar para os teus irmãos e irmãs e para Jah, mas é a tua salvação que está em jogo.
Amando Jah, amando os teus irmãos e irmãs, os humanos, apenas ficas a ganhar, se não é na Terra, será noutro sítio, nas estrelas do dia.
É a ti mesmo e aos teus irmãos que Jah confronta porque estes são os teus maiores inimigos, embora muitos tentem ser bons.



Estas últimas palavras encheram-lhe o coração e a alma e, mais tarde, a vida de Gabriel foi uma espécie de aceitação de todo o mal que havia no mundo. Ele já tinha aprendido a suportar o mal sem resistir, agora, ele sabia que deveria entendê-lo particularmente, porque para lutar contra ele, qual a melhor forma senão espalhar a paz e o amor no interior desse mesmo mal?

Ele nunca antes tinha deixado que a raiva ou o ódio lhe falassem, mas agora ele sabia que teria que dizer não ao mal quando ele crescesse muito e semeasse a discórdia nas almas.
Ele já tinha essa capacidade de conter o mal, tanto que deu a impressão de ser um homem para quem a vida não tinha mais segredos.
Ele agora tinha tanta confiança em Jah que iria deixar-se levar pela providência e pelo amor divino.

Uma noite, Jah falou-lhe durante o sono, e disse:


Citation:
Jah: Homem, eu sussurro todos os dias a minha palavra no teu ouvido
e nas profundezas do teu coração
mas tu, pescador e aproveitador,
tu alteras as Escrituras,
e pervertes as minhas palavras quando eu falo através de ti.
Muitos são aqueles a quem eu enviei a minha palavra,
Mas todos a queriam desviar,
Não apenas para atrair a sua própria glória,
Não apenas para justificar uma das suas próprias palavras.
Mas virá o dia em que eu confiarei a um a minha palavra de sabedoria
e a outro os meus mandamentos.
Porque eu te amo, Homem,
E enquanto tu quiseres ouvir o que tenho para te revelar,
Eu falarei,
E quando conscientemente tu te fechares totalmente às minhas palavras,
Eu te enviarei para queimar nas chamas do inferno das profundezas da Lua.
Porque só o sofrimento te faz ver que a cada dia que passa eu trabalho para o teu bem.
Ao fazer-te sofrer, eu vou-te fazer entender que sem mim não há nada, e que nada pode ser.
Se eu te obrigasse a seguires-me não irias entender porque seria bom seguires-me.
Demoraste algum tempo a compreender, Homem, e mesmo assim eu te amo.
Não procures, a felicidade está lá, na simplicidade do teu coração.
Vai Gabriel, transmite a minha mensagem àqueles que julgas dignos de serem salvos.
Porque Gabriel, eu digo-te, este tempo de decadência vai acabar.
E somente os justos serão salvos.



Então Gabriel viajou por Oanylone à procura dos justos, ele deu-lhes uma tal sede de Jah, que muitos deixaram as vocações que tinham e começaram a trabalhar para a Glória de Jah. Ele também lhes explicou a necessidade de saber para o que somos chamados. Ele disse estas palavras:

Citation:
Gabriel: Meus amigos, meus irmãos,
Jah tem reservado para cada um de vós um caminho particular.
Ele continua a chamar-vos nas profundezas do vosso coração.
Abram-se ao seu chamamento e respondam « Sim ! ».
Dizendo « Senhor, tu sabes o que é bom para mim. Quer seja onde me leves eu não irei torturar-me porque este é o caminho que me pertence. Quer seja onde me leves, eu sei que serei feliz, apesar das dificuldades.
Então, abram os vossos corações.


Muitos foram tocados pelas suas palavras, mas não foi o suficiente para manter a multidão de homens obstinados em direcção a Jah.
Na verdade, as palavras de amor que emanavam de Gabriel falavam sobre afastar-se do pecado, para se aproximarem cada vez mais da virtude completa que Jah possuía, de modo a ficarem mais perto de Jah.
Mas foi muito mais fácil permanecerem nas suas vidas, foi muito mais fácil persistir no pecado... Porquê mudarmos quando estamos numa boa situação?


Foi então quando Leviatã, cada vez mais intrigado com a Temperança de Gabriel, o mandou chamar. Quando ele chegou, viu o seu pai amarrado a um pilar de madeira. Leviatã disse-lhe que o seu pai havia perdido uma carga inteira de peixes, que era um mau elemento e que merecia uma correcção. Leviatã começou a bater em Vorian, Gabriel pedia-lhe para ele parar, mas quanto mais ele suplicava, mais Leviatã lhe batia...
Leviatã bateu-lhe com tanta força que perfurou a barriga de Vorian e, numa explosão de sangue, Vorian morreu, acompanhado pelas lágrimas do seu filho...

Leviatã esperava que Gabriel reagisse, cego de raiva, e tentasse vingar o seu pai, mas Gabriel não fez nada, virou-lhe as costas e saiu, mas não sem antes dizer isto a Leviatã:


Citation:
Gabriel: O teu ódio e a tua raiva não me atingem, pensas que és o mais forte, mas o teu fim está próximo, Jah punir-te-á pelos teus pecados e tu serás condenado a uma eternidade de sofrimento.


Antes que Leviatã tivesse tempo de responder, Gabriel já tinha partido...



III. A Queda de Oanylone

Gabriel caminhou pelo Porto de Oanylone numa profunda tristeza, após a explosão de violência que tinha acabado de presenciar. Ele aproximou-se do navio « Qué-Bec », nome dado a este barco cuja proa representava um albatroz com o seu grande bico aberto. O seu proprietário disse com o seu forte sotaque dos bairros de lata: "Mas que bico para um navio! Foi por isso que escolhemos o nome de « Qué-Bec » para o navio." O proprietário era um amigo de Gabriel, que este tinha reconduzido ao caminho da salvação algum tempo atrás.

Gabriel estava prestes a ir ver o proprietário quando um grande clarão apareceu no céu. Gabriel imediatamente entendeu que o tempo da Queda de Oanylone tinha chegado. Ele imediatamente decidiu avisar todos os que tinha conhecido e que seguiram o caminho da virtude para os salvar.
Ele começou por prevenir o seu amigo Alcisde, o proprietário do «Qué-Bec», para que ele preparasse o navio para embarcar todos os que ele trouxesse, afim de os salvar.
Ele então percorreu as ruas de Oanylone prevenindo todos os que ele conhecia para irem ao porto e embarcarem no «Qué-Bec», advertindo-os especialmente para não levarem nada que pudesse pesar no navio.
Ao retornar ao porto acompanhado por quatro orfãos, ele viu Leviatã com os olhos cheios de raiva e cólera atirar uma grande trave no navio que caiu sobre a vela, impedindo que fosse embarcado pela cidade. Enquanto que uma estrondosa gargalhada demente veio da garganta de Leviatã, Gabriel, ouvindo apenas a sua fé, correu para o convés para ajudar a libertar o «Qué-Bec».
A trave era muito alta, e Gabriel que era muito forte, propôs fazer uma escada com o seu corpo. Ele pegou numa prancha que segurou com as duas mãos e disse a um dos marinheiros:


Citation:
Gabriel: Põe-te sobre o meu corpo, podes utilizar-me como uma escada.


Ele foi capaz de subir até à trave e libertar o navio. Em seguida, todos gritaram:

Citation:
Multidão: Viva o Gabriel que fez uma escada com o corpo! Viva o «Qué-Bec» livre!.


Assim libertado, todos embarcaram no navio.
Um homem então perguntou a Gabriel:


Citation:
Homem: O que Jah quer de nós?

Gabriel: Oane gravou as palavras do Criador na primeira parede da cidade, e está escrito o que Jah disse aos nossos antepassados:
Que a vossa fidelidade seja a das crianças para com os pais ou eu serei tão severo quanto os pais para as suas crianças. Pois, quando cada um de vocês morrer, Eu o julgarei de acordo com a vida que levou. O Sol inundará todos os dias o mundo com a sua luz, para provar o amor pela Minha criação. Aqueles de vocês que eu vos enviar, viverão uma eternidade de felicidade. Mas todos os dias, a Lua vai surgir. E aqueles que dentre vocês não são capazes de ver mais do que apenas a falsidade, irão conhecer o sofrimento.

Mas eu também vos digo isto:
Este dia é um novo dia.
Nunca houve e nunca existirá jamais.
Portanto, tomem este dia e tornem-o uma escada
Para alcançar os picos mais altos.
Não permitam que a noite vos tombe
Fiquem iguais do que estavam ao amanhecer.
Porque amanhã poderá ser o dia que serão julgados.



O navio partiu enquanto Gabriel regressou à vila que estava num caos absoluto. E, durante seis dias, ele fez tudo o que podia para salvar aqueles que ainda poderiam ser salvos...
Veio então o sétimo dia, o dia de um terrível cataclismo.
Gabriel estava no porto quando viu Leviatã, furioso, a tentar fugir da cidade num navio chamado "Kraken", mas os elementos ficaram enlouquecidos e criaram um terrível turbilhão que formou-se à volta do navio, engolindo-o. Foi quando um terramoto atingiu Oanylone que ficou submersa pelas ondas.
Testemunhas em seguida viram um arco-íris iluminar o céu escuro e reconheceram que Gabriel estava a ser guiado para o Sol.



Oração a São Gabriel

Citation:
São Gabriel Arcanjo,
Anjo da Temperança,
abre os nossos ouvidos
para os doces avisos
e apelos urgentes do Altíssimo.
Fica parado diante de nós,
nós te suplicamos,
para que possamos compreender
a Palavra de Jah,
para que O sigamos
e O obedeçamos
e que façamos
o que Ele quer de nós.
Ajuda-nos a ficar acordados
para que, quando ele vier,
o Senhor não nos encontre a dormir.
Amen.

_________________
His Excellency NReis Ribeiro de Sousa Coutinho | Archbishop of Braga | Vice-Primate of the Kingdom of Portugal | General Secretary of the Roman Registers | Writer of the Saint Office | Translator on Villa San Loyats



Diploma Curso Professoral
Revenir en haut de page
Voir le profil de l'utilisateur Envoyer un message privé
Montrer les messages depuis:   
Poster un nouveau sujet   Ce sujet est verrouillé; vous ne pouvez pas éditer les messages ou faire de réponses.    L'Eglise Aristotelicienne Romaine The Roman and Aristotelic Church Index du Forum -> Igreja de Portugal - L'Église de Portugal - Church of the Kingdom of Portugal -> Capítulo do Repositório Toutes les heures sont au format GMT + 2 Heures
Page 1 sur 1

 
Sauter vers:  
Vous ne pouvez pas poster de nouveaux sujets dans ce forum
Vous ne pouvez pas répondre aux sujets dans ce forum
Vous ne pouvez pas éditer vos messages dans ce forum
Vous ne pouvez pas supprimer vos messages dans ce forum
Vous ne pouvez pas voter dans les sondages de ce forum


Powered by phpBB © 2001, 2005 phpBB Group
Traduction par : phpBB-fr.com